Situação fictícia parte 3

21 08 2011

– Sofia, eu quero saber uma coisa: a gente pode escrever histórias sobre o que quiser, sobre gente que existe de verdade?

Essa pergunta foi da Soninha, claro. ela estava interessada nisso, porque já estava pensando na história que ia escrever para o concurso. Sofia Leno disse que sim, que as histórias que ela inventava já começavam quando ela observava as coisas ao seu redor. Algumas ela guardava para transformar em ficção, com personagens inventadas, mas que poderiam carregar um pouco das características das pessoas que conhecia.

Os alunos seguiram fazendo outras perguntas para a autora, que ia respondendo com delicadeza e graça. Mas não só. Vocês acreditam que ela também fazia perguntas? É isso mesmo. Como estava lá também para falar do concurso literário, queria saber o que os estudantes achavam de participar de um concurso; o que sabiam sobre literatura, sobre textos narrativos; sobre o que pensavam escrever; quais as atividades que estavam fazendo para começar a escrever as histórias.

A autora disse que a conversa entre eles foi “muito frutífera”, porque estavam trocando ideias e experiências. Certamente, daquele encontro muitas histórias nasceriam e muitos deles se tornariam personagens uns das histórias dos outros. Para finalizar, Sofia falou que deveriam aproveitar bem os dois meses que tinham para escrever, fazendo oficinas, pesquisando, trocando textos, revisando, lendo histórias de escritores proficionais.

Debóra de Angelo e Eliane Aguiar. Elaborado especialmente para o São Paulo faz escola.

 


Ações

Information

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: